"Quem caminha em direção a si mesmo corre o risco do encontro consigo mesmo. O espelho não lisonjeia, mostrando fielmente o que quer que nele se olhe; ou seja, aquela face que nunca mostramos ao mundo, porque a encobrimos com a persona, a máscara do ator. Mas o espelho está por detrás da máscara e mostra a face verdadeira." (Carl Gustav Jung)

quarta-feira, 1 de junho de 2016

Angústia

Viver é muito perigoso...
Riobaldo em Grande sertão: Veredas, de Guimarães Rosa


Sou minúsculo grão de poeira,
criança perdida em meio ao caos
da galáxia de pessoas vivas-mortas,
de estrelas sem brilhos e brios,
perdidas na via-terráquea
em eterna andança
sem valor e errática.

Sou um universo
e sou nada,
não sei nada,
penso e existo
sem existir.

Sou um pó de areia
no deserto de almas
andantes e vorazes,
na multidão
de pseudo-estrelas.

Observo a tragicidade
da cidade
sem reação,
apenas a sentir
e a poematizar,
mas pensando em fugir,
em viajar
pelo fugidio tornado

de minha imaginação.

Nenhum comentário: