"Quem caminha em direção a si mesmo corre o risco do encontro consigo mesmo. O espelho não lisonjeia, mostrando fielmente o que quer que nele se olhe; ou seja, aquela face que nunca mostramos ao mundo, porque a encobrimos com a persona, a máscara do ator. Mas o espelho está por detrás da máscara e mostra a face verdadeira." (Carl Gustav Jung)

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Rosas e espinhos

"É preciso conter o coração, porque, se o deixamos livre, depressa perdemos a cabeça!"
Friedrich Nietzsche em Assim falava Zaratustra

Há uma ferida em meu coração.
O porquê dela, sei não,
porém ela sangra mais e mais.
Talvez seja pelo motivo de,
ao invés de estancá-la,
eu viver a cutucá-la.

Fazer o que,
sou o homem do contrário.
Isso explica o porquê
de não ser o mundo que me leva,
todavia, inversamente,
ser eu quem, 
como o titã Atlas,
o carrega,
preso em minhas costas,
a ferir-me como os espinhos das rosas.

Como afirmou Cartola,
as rosas não falam,
entretanto seus espinhos se alastram,
igual a um moinho a triturar trigo.

Nenhum comentário: