"Quem caminha em direção a si mesmo corre o risco do encontro consigo mesmo. O espelho não lisonjeia, mostrando fielmente o que quer que nele se olhe; ou seja, aquela face que nunca mostramos ao mundo, porque a encobrimos com a persona, a máscara do ator. Mas o espelho está por detrás da máscara e mostra a face verdadeira." (Carl Gustav Jung)

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Paisagem da janela

Nessa cidadela
de liberdade em clausura,
espero por ela,
musa que vem junto
da brisa de amor.
Os muros de opressão
são deveras obscuros.
Os homens que a meu lado passam
são deveras taciturnos.
Tácito é meu pranto
regando as flores
que para ela plantei na janela,
à espera de sua chegada.

Nenhum comentário: