"Quem caminha em direção a si mesmo corre o risco do encontro consigo mesmo. O espelho não lisonjeia, mostrando fielmente o que quer que nele se olhe; ou seja, aquela face que nunca mostramos ao mundo, porque a encobrimos com a persona, a máscara do ator. Mas o espelho está por detrás da máscara e mostra a face verdadeira." (Carl Gustav Jung)

sexta-feira, 27 de março de 2015

Palavras cancerosas


Eu tenho um câncer que precisa ser extirpado.
É uma dor violenta em meu coração.
Mas, no entanto, sou covarde para tanto.

A melancolia doidivanas me enfraquece,
porém dá-me forças para escrever.

Uma escorrida lágrima escorre de meu peito
enquanto aos jorros sangue jorra de meus brutos olhos.

Meu laconismo haveria de matar-me,
se não fossem as palavras
e sua exorcizante capacidade de exorcismo temporário.

Vão-se alguns demônios,
em pouco tempo outros voltam.
Para escrever,
mais vale um demônio na alma
do que dois sem rumo perambulando.

Nenhum comentário: