"Quem caminha em direção a si mesmo corre o risco do encontro consigo mesmo. O espelho não lisonjeia, mostrando fielmente o que quer que nele se olhe; ou seja, aquela face que nunca mostramos ao mundo, porque a encobrimos com a persona, a máscara do ator. Mas o espelho está por detrás da máscara e mostra a face verdadeira." (Carl Gustav Jung)

quarta-feira, 4 de abril de 2012

O ser divino



Pernas longilíneas em formato carnal.
Seios em perfeito tamanho para deles retirar o líquido seminal.
Olhos escuros como a noite especial.
E no meio das coxas um gosto manancial,
vindo da fonte da donzela referencial.

Tu és amor, paixão, fertilidade.
Eu sou sorte, casualidade.

Eu não possuo-lhe e satisfaço-me pelo breve instante.
Tu és livre, tal qual um infante.

Nenhum comentário: