"Quem caminha em direção a si mesmo corre o risco do encontro consigo mesmo. O espelho não lisonjeia, mostrando fielmente o que quer que nele se olhe; ou seja, aquela face que nunca mostramos ao mundo, porque a encobrimos com a persona, a máscara do ator. Mas o espelho está por detrás da máscara e mostra a face verdadeira." (Carl Gustav Jung)

quarta-feira, 7 de março de 2012

Aura do poeta

Indômitos cordéis brancos esparsos nascem em minha consciência de senão.
O que adianta, se sou velho em meu coração?
Matar-me a mim mesmo não modificará o mundano mundo,
nem acabará com seu caráter minimamente estranho.
Afinal quem sou nesse emaranhado tamanho?
Não sei se saberei o saber,
ou aquilo que quero querer.

Nenhum comentário: