"Quem caminha em direção a si mesmo corre o risco do encontro consigo mesmo. O espelho não lisonjeia, mostrando fielmente o que quer que nele se olhe; ou seja, aquela face que nunca mostramos ao mundo, porque a encobrimos com a persona, a máscara do ator. Mas o espelho está por detrás da máscara e mostra a face verdadeira." (Carl Gustav Jung)

terça-feira, 21 de junho de 2011

Os homens e a seleção natural


O homem é mais do que músculos, rabugice e uma composição química de dupla hélice que forma sua estrutura celular. Claro que todo homem sonha em ser viril como Clint Eastwood, John Wayne, Lee Marvin ou Charles Bronson, símbolos máximos da masculinidade.

Nesse caso, passaríamos por um processo de seleção natural que faria o barbudo Charles Darwin se revirar em seu caixão, isto é, caso ainda seus ossos não tenham virado pó. Dentro desse absurdo processo, apenas os homens que acordam cuspindo, fumam charuto e falam resmungando e através de grunhidos que mais parecem uma mistura de latim e grego, evoluiriam, deixando para trás os homens que não suportam uísque e adoram balé e musicais da Broadway.

Se você ama um collant, tem Fred Astaire como seu ídolo máximo e, principalmente, vive usando a expressão “eu amo”, ACALME-SE. ESPERO NÃO TER DE DAR DEZ TAPAS EM SUA CARA PARA QUE VOCÊ SE ACALME. Ainda há salvação, meu caro.

Se dirija rapidamente ao cassino mais próximo, aposte todo o dinheiro que puder, sua casa e suas calças (MAS NUNCA A CASTIDADE DE SEU TRASEIRO!), se embebede com o uísque mais barato, fume alguns charutos cubanos e saia para uma noitada com algumas mulheres da vida que se pareçam com estrelas de cinema do passado – de preferência com aquela loira que tem os olhos da Grace Kelly.

Depois de tudo isso, provavelmente você estará salvo. Se mesmo assim, a morte procurar por você, pense pelo lado bom: ao menos você terá retirado seu traseiro do sofá e feito alguma coisa divertida antes do fatídico fim de sua maldita vida.

Ainda bem que o barbudo Charles Darwin não se valeu do carpe diem como uma das variáveis de sua teoria da evolução. Ainda bem mesmo, pois, do contrário, se essa teoria se comprovasse, eu, por exemplo, estaria morto.

Nenhum comentário: