"Quem caminha em direção a si mesmo corre o risco do encontro consigo mesmo. O espelho não lisonjeia, mostrando fielmente o que quer que nele se olhe; ou seja, aquela face que nunca mostramos ao mundo, porque a encobrimos com a persona, a máscara do ator. Mas o espelho está por detrás da máscara e mostra a face verdadeira." (Carl Gustav Jung)

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Os olhos do cego e a cegueira da visão

"A fome me aflige.
A fome me afugenta."

E nós poetas falando de nós mesmos.
Onde está a alegoria do ego?
Provavelmente se tornou um nó cego,
perdido na imensidão de nosso orgulho.

Nenhum comentário: