"Quem caminha em direção a si mesmo corre o risco do encontro consigo mesmo. O espelho não lisonjeia, mostrando fielmente o que quer que nele se olhe; ou seja, aquela face que nunca mostramos ao mundo, porque a encobrimos com a persona, a máscara do ator. Mas o espelho está por detrás da máscara e mostra a face verdadeira." (Carl Gustav Jung)

domingo, 22 de maio de 2011

Filme silencioso

Escrevo esses versos de solidão à luz da manhã tacitamente triste.
Risco as palavras alegres desse poema obscuro.
Me entrego à saudade de tempos áureos.
Espero o nascer do sol para assassiná-lo
e continuar vivendo na escuridão de minha alma.

Nenhum comentário: