"Quem caminha em direção a si mesmo corre o risco do encontro consigo mesmo. O espelho não lisonjeia, mostrando fielmente o que quer que nele se olhe; ou seja, aquela face que nunca mostramos ao mundo, porque a encobrimos com a persona, a máscara do ator. Mas o espelho está por detrás da máscara e mostra a face verdadeira." (Carl Gustav Jung)

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Você


Ando em direção ao nada.

Por que vagar sem motivo? Será que procuro algo? Será que procuro você?

Sua pele branca e macia me conforta, ou me confortaria, caso você existisse não apenas em meus pensamentos.

Por que eu vivo nesse mundo dito real e palpável? Em minha mente, posso ser quem eu quiser, posso ter você, posso até ser imortal.

As contradições do mundo dos homens me contrariam, me tornam menos resistente à vida.

Se você estivesse realmente aqui, seria mais fácil resistir.

Já nem me lembro quem eu sou, somente sua lembrança permanece viva nessa mente que não pensa, apenas sente.

Nenhum comentário: