"Quem caminha em direção a si mesmo corre o risco do encontro consigo mesmo. O espelho não lisonjeia, mostrando fielmente o que quer que nele se olhe; ou seja, aquela face que nunca mostramos ao mundo, porque a encobrimos com a persona, a máscara do ator. Mas o espelho está por detrás da máscara e mostra a face verdadeira." (Carl Gustav Jung)

domingo, 10 de outubro de 2010

Divago dos ismos

O servilismo do imperialismo
serve ao capitalismo.
Quanto absolutismo, senhor.
E o comunismo?
Estou próximo do realismo,
do surrealismo
ou do expressionismo?

Só sei que nada sei.
Infelizmente, o marxismo é utópico.

Um comentário:

Camila disse...

Ei, Cara gostei da seus poemas. Entrei por acaso, tava olhando um blog da minha amiga e passei e vi o seu. Bacana!