"Quem caminha em direção a si mesmo corre o risco do encontro consigo mesmo. O espelho não lisonjeia, mostrando fielmente o que quer que nele se olhe; ou seja, aquela face que nunca mostramos ao mundo, porque a encobrimos com a persona, a máscara do ator. Mas o espelho está por detrás da máscara e mostra a face verdadeira." (Carl Gustav Jung)

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Melodia de um enigma

Eu sou essa figura
Calada e casmurra
Que te observa
E te assombra à noite

Nessa eterna mistura
Charada e taciturna
Se delega
Um eterno açoite

Não se iluda
Porque a feiúra
Não te carrega
Nem com uma foice

Não sou nenhum Buda
E minha sinuca
Sonega
A ti um belo coice.

Nenhum comentário: